Categorias
Sem categoria

FCDL-GO lança campanha na TV para reforçar medidas de combate à Covid

Evitar aglomerações, usar corretamente a máscara e respeitar o distanciamento social são algumas das medidas básicas para a retomada responsável do comércio e das outras atividades econômicas. Mas o que se vê nas ruas são flagrantes diários de desrespeito aos protocolos de segurança. Nesse contexto, a FCDL-GO (Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas de Goiás) lança na terça-feira (13) uma campanha educativa na TV aberta para alertar e conscientizar comerciantes e a população em geral sobre a importância de respeitar tais medidas.

O vídeo será veiculado na TV Anhanguera, afiliada da Rede Globo, nos dias 13, 14, 15 e 16 de outubro, sempre no horário entre 6h e 8h30, nos intervalos do jornal Bom Dia Goiás. Mas é possível já conferir o vídeo da campanha antecipadamente aqui e no perfil da FCDL-GO no Instagram. É @fcdlgo.

Presidente da FCDL-GO, Valdir Ribeiro reforça a importância dos protocolos de segurança para uma retomada sustentável. “De nada adianta encontrarmos, junto ao Governo de Goiás, alternativas seguras que favoreçam a retomada do comércio, se todos, população e empresários do setor, não fizerem a sua parte”, diz o gestor. Ele ressalta que “é de extrema importância que se respeite os protocolos de segurança, evitando que uma nova onda de contaminação da Covid-19 paralise de novo a economia do estado”.

A campanha foi criada pela agência Propeg. No filme, se vê o funcionamento de diversos segmentos do comércio, como academias, lojas, bares e salões de beleza, sendo usados por pessoas sem as medidas de proteção. Só que, estranhamente, todas as pessoas são iguais.

Segundo Emerson Braga, CCO da Propeg, “o cidadão comum muitas vezes não se dá conta de que as medidas de proteção visam não apenas proteger a sua vida, mas as de muitos que estão perto dele ou na sua própria casa. Quisemos mostrar que, como você não é o único a querer que a vida volte ao normal, é preciso pensar e agir coletivamente, respeitar os direitos e deveres de todos, e não levar em consideração apenas os seus próprios quereres e necessidades”, encerra o executivo.

Fonte: Assessoria de Comunicação/FCDL-GO (com informações da agência Propeg)

Categorias
Sem categoria

Incerteza da economia cai pelo quinto mês consecutivo, diz FGV

O Indicador de Incerteza da Economia (IIE) brasileira, medido pela Fundação Getulio Vargas (FGV), caiu 14,5 pontos em setembro e chegou a 145,8 pontos. É a quinta queda consecutiva. Ele apresentou fortes altas durante o início da pandemia de covid-19: 52 pontos em março e 43,4 em abril.

“O resultado reflete a constatação de um retorno sólido das atividades econômicas e a continuidade do movimento de relaxamento de medidas de isolamento social impostas pela pandemia de covid-19. Apesar da melhora no mês, o indicador ainda está 9 pontos acima do nível máximo anterior a pandemia, alcançado em setembro de 2015”, disse Anna Carolina Gouveia, economista da FGV.

Os dois componentes do indicador tiveram queda em setembro. O componente de Mídia, baseado na frequência de notícias com menção à incerteza na imprensa, recuou 13,5 pontos e chegou a 130 pontos.

Já o componente de Expectativas, baseado nas previsões dos analistas econômicos, caiu 12,6 pontos, indo para 190. Segundo a FGV, essa é a primeira vez que o indicador fica abaixo dos 200 pontos desde o início da pandemia.

Fonte: Agência Brasil

Categorias
Sem categoria

Intenção de consumo das famílias volta a crescer após cinco quedas

A Intenção de Consumo das Famílias, medida pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), aumentou 1,3% em setembro, após cinco quedas consecutivas, e subiu a 67,6 pontos.

Mesmo com a alta, o índice registrou o pior desempenho para um mês de setembro desde o início da série histórica, em janeiro de 2010. Além disso, no comparativo anual, houve recuo de 26,9% – a sexta retração seguida nesta base comparativa. O indicador está abaixo do nível de satisfação (100 pontos) desde abril de 2015.

Para o presidente da CNC, José Roberto Tadros, a flexibilização do funcionamento dos estabelecimentos comerciais tem ajudado na recuperação do consumo dos brasileiros. “As famílias têm se revelado mais satisfeitas diante das novas regras de abertura do comércio, mesmo que o momento atual ainda exija cautela”, disse, em nota, Tadros.

Retração de renda

O único indicador relativo ao momento atual que apresentou retração foi o relacionado à renda (-1,1%). O item acumulou a sexta queda seguida e caiu a 76,5 pontos – o menor patamar da série histórica.

“A renda continua sendo um fator sensível para as famílias, mesmo tendo melhora nas percepções em relação ao mercado de trabalho, que se tornaram menos negativas”, afirmou Catarina Carneiro da Silva, economista da CNC responsável pelo estudo.

O subíndice que mede a satisfação dos consumidores com relação ao emprego voltou a registrar crescimento (+0,3%), após cinco quedas seguidas, e fechou o mês como o item de pontuação mais elevada (85,7 pontos).

Em relação às condições de consumo, o subíndice consumo atual voltou a apresentar crescimento (+1,6%), após cinco quedas consecutivas, chegando a 50,7 pontos. O item acesso ao crédito seguiu o mesmo caminho, registrando aumento mensal de 0,8% – depois de quatro recuos seguidos – e atingindo 81,1 pontos.

Com relação à perspectiva de consumo, houve leve retração mensal (-0,1%), o que, segundo Catarina, “mostra que, apesar da melhora na percepção de consumo atual, as famílias continuam seletivas com sua renda”.

Fonte: Agência Brasil

Categorias
Notícias

FCDL-GO comemora reabertura definitiva do comércio em Goiânia

A FCDL-GO (Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas de Goiás) acompanhou nesta segunda-feira (13) as cerimônias de lançamento e assinatura do decreto da Prefeitura de Goiânia que reabriu definitivamente o comércio na capital a partir de hoje (14). Os eventos ocorreram, respectivamente, no Palácio das Esmeraldas e no Paço Municipal, em Goiânia, com participação do presidente da FCDL-GO, Valdir Ribeiro, que representou as CDLs do Estado.

Desde o início da pandemia da Covid-19, em março, a FCDL-GO tem dialogado com o Governo de Goiás e a Prefeitura de Goiânia defendendo a reabertura responsável do comércio.

Vários ofícios foram protocolizados pela FCDL-GO no Estado argumentando que o comércio tem condições de retomar suas atividades com segurança, se precavendo do novo coronavírus.

As negociações com o Estado são feitas através do FEE (Fórum das Entidades Empresariais), onde a FCDL-GO tem assento. Já na capital, a Federação tem atuado junto ao Comitê de Crise da Prefeitura de Goiânia para buscar a reabertura do comércio, que ocorre agora em definitivo.

“O comércio, com o cumprimento das medidas de prevenção, pode ser um dos lugares mais seguros para as pessoas quando elas estiverem fora de casa. Além disso, a retomada da economia vai significar também um fôlego novo para as empresas, já tão combalidas pelos mais de 100 dias de portas fechadas em Goiânia e em vários outros municípios”, diz Valdir Ribeiro.

O presidente da FCDL-GO acredita que a reabertura definitiva do comércio em Goiânia vai ao encontro das solicitações da Federação, que segue dialogando com as prefeituras também no interior, através das Câmaras de Dirigentes Lojistas.

Fonte: Assessoria de Comunicação/FCDL-GO

Categorias
Notícias

FCDL-GO aguarda novo decreto para avaliar o comércio nos municípios

Em relação ao possível fechamento intermitente do comércio nas cidades, no esquema 14 x 14 dias, a FCDL-GO (Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas de Goiás) informa que os lojistas de Goiânia e do interior estão orientados neste momento a manter os estabelecimentos abertos, conforme as regras das prefeituras, e adotando as medidas de prevenção ao contágio do novo coronavírus. A Federação aguarda a publicação do decreto estadual para analisar seu conteúdo e tomar a devidas providências.

Mesmo antes da reunião de hoje do Governo de Goiás, a FCDL-GO, através das CDLs, já vinha discutindo com os prefeitos as condições para reabrir as economias de modo a priorizar as ações de combate à Covid-19 e, assim, mitigar os riscos de infecção do vírus. O novo decreto estadual fatalmente entrará na pauta da FCDL-GO para as próximas audiências com os prefeitos.

A FCDL-GO considera que a adesão do público em geral ao enfrentamento à doença é fundamental. Por isso, a Federação promoveu recentemente uma campanha de sensibilização junto à sociedade para incentivar o uso de máscara, do álcool em gel e o distanciamento social inclusive no comércio, resguardando a saúde do consumidor, dos lojistas e dos colaboradores.

Fonte: Assessoria de Comunicação/FCDL-GO